Cursos Regulares / APRENDIZES



Atuação
ALEXANDRE FERNANDES SILVA

ALEXANDRE FERNANDES SILVA

Tenho medo de: Não alcançar meus objetivos.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma conquista.
Teatro é, para mim: Expressar a essência do ser humano.
O que mais gosto em mim é: Minha determinação.
Meu papel no mundo é: Transmitir arte de forma a atingir o outro.
Minha maior ambição é: Poder dedicar minha vida à arte e ao estudo dela.
Como cheguei até aqui: Através de amigos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Muitos livros.
A trilha sonora da minha vida: Ainda vou descobrir.
Alguém que admiro muito: Meu professor de teatro.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ia querer estar rodeado de amigos.

CAROLINA MORENA SILVA SOUZA

CAROLINA MORENA SILVA SOUZA

Tenho medo de: Não superar meus monstros.
Não vivo sem: Trocas.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Porta para a realização da minha satisfação profissional e pessoal.
Teatro é, para mim: Ser.
De todos os jeitos possíveis.
O que mais gosto em mim é: O desejo de ser.
Meu papel no mundo é: Me doar.
Lembrar que, com toda essa “bagunça” mundana, resta buscarmos e vivermos nossa essência.
Minha maior ambição é: Conseguir viver de arte.
Como cheguei até aqui: Insatisfeita e inconformada com o que via e vivia, quis aprender a ouvir meus sentimentos e superar medos.
Deixei, e a vida me trouxe de encontro ao teatro.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, comida, velas, cobertor, fogareiro e boa companhia.
A trilha sonora da minha vida: “Vias de fato”, Juçara Marçal e Kiko Dinucci Alguém que admiro muito: Ney Matogrosso.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Abandonaria meu ego.

DENILSON MARQUES DE ARAUJO

DENILSON MARQUES DE ARAUJO

Tenho medo de: Ser infeliz.
Não vivo sem: Família, amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um novo caminho.
Teatro é, para mim: Felicidade, paz interior e conhecimento.
O que mais gosto em mim é: Minha vontade e dedicação.
Meu papel no mundo é: Aprender e ensinar.
Minha maior ambição é: Viver do teatro e conquistar minhas coisas por ele.
Como cheguei até aqui: Sendo curioso.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Óculos, livros, faca e um isqueiro.
A trilha sonora da minha vida: Mamonas Assassinas.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Daria uma festa reunindo todas as pessoas que amo.

DIEGO ALEXANDRE DIAS

DIEGO ALEXANDRE DIAS

Tenho medo de: Viver sozinho e aves.
Não vivo sem: Amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprendizado e desenvolvimento.
Teatro é, para mim: Mudanças.
O que mais gosto em mim é: Minha tranquilidade.
Meu papel no mundo é: Não sei.
Minha maior ambição é: Ser um grande ator.
Como cheguei até aqui: Através de amigos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Uma garrafa d’água, uma faca e um bom livro.
A trilha sonora da minha vida: “One moment in time”.
Alguém que admiro muito: Willian.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Cantaria com os amigos.

FABIO LOPES DO NASCIMENTO

FABIO LOPES DO NASCIMENTO

Tenho medo de: Ficar inválido.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Agregar experiências.
Teatro é, para mim: Liberdade.
O que mais gosto em mim é: Persistência.
Meu papel no mundo é: Viver.
Minha maior ambição é: Viver de arte.
Como cheguei até aqui: Por meio de inquietação artística.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros, sketchbook, tintas e canetas.
A trilha sonora da minha vida: David Bowie.
Alguém que admiro muito: Modigliani.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Beberia muito.

FRANCINE LIPINSKI JUSINSKAS

FRANCINE LIPINSKI JUSINSKAS

Tenho medo de: Levar uma vida que não escolhi.
Não vivo sem: Fragilidade.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Foco.
Uma segurança, um desafio.
Teatro é, para mim: Invenção.
Essencial.
O que mais gosto em mim é: Meu humor, tão contra e tão a favor de mim.
Meu papel no mundo é: O de artista.
Mas não acredito muito nisso, que cada um tenha um papel.
Somos possibilidade.
Minha maior ambição é: Viver de arte.
Como cheguei até aqui: Por um caminho torto, que quase me fez esquecer dos meus desejos originais.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Uma analógica com muitos rolos de filmes, cadernos sem linhas, canetas pretas, facas e música.
A trilha sonora da minha vida: “Esquadros”, Adriana Calcanhoto.
“Mas poderia ser debaixo d’água”, Maria Bethânia.
Alguém que admiro muito: Qualquer amigo meu.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Teria deixado coisas demais dentro e fora de mim.

GABRIEL EDEANO SILVA REI

GABRIEL EDEANO SILVA REI

Tenho medo de: Solidão.
Não vivo sem: Ar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma experiência.
Teatro é, para mim: Meu trabalho.
O que mais gosto em mim é: Sinceridade.
Meu papel no mundo é: Preservá-lo.
Minha maior ambição é: Viver de teatro.
Como cheguei até aqui: Estudando e trabalhando muito.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livro, repelente e um canivete.
A trilha sonora da minha vida: Gilberto Gil.
Alguém que admiro muito: Meu avô.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria?

GABRIELA MORENO

GABRIELA MORENO

Tenho medo de: Falhas.
Não vivo sem: Amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma realização interna.
Teatro é, para mim: Arte das possibilidades.
O que mais gosto em mim é: Meu autoconhecimento.
Meu papel no mundo é: Aprender, ensinar e evoluir.
Minha maior ambição é: Reconhecimento.
Como cheguei até aqui: Destino.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros de sobrevivência em uma ilha deserta.
A trilha sonora da minha vida: “Primavera nos dentes”, Secos e Molhados.
Alguém que admiro muito: Edson Quedas Moreno.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Pediria desculpas, faria carinhos e diria palavras de amor.

ISABELA EGEA LISBOA LACERDA

ISABELA EGEA LISBOA LACERDA

Tenho medo de: Cobra.
Não vivo sem: Minha mãe, meu melhor amigo e meus fones de ouvido.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um projeto para 2014.
Teatro é, para mim: Uma vocação, um ofício, uma necessidade.
O que mais gosto em mim é: Minha sinceridade.
Meu papel no mundo é: Observá-lo, indignar-me com ele, registrar sua realidade, emocionar-me com sua beleza, pensar em soluções para seus problemas e tentar agir.
Minha maior ambição é: Conseguir viver de teatro, sem luxo nem apertos.
Como cheguei até aqui: Desistindo de desistir.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, chocolate, alguns livros, CDs e uma barraca.
A trilha sonora da minha vida: Coldplay.
Alguém que admiro muito: Renata.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Teria a certeza de que fui amada, amei e fui quase completamente feliz inúmeras vezes.

ISABELY SANTOS FERNANDES

ISABELY SANTOS FERNANDES

Tenho medo de: Não conquistar nada através dos meus esforços.
Não vivo sem: A minha mãe.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Vivenciar teatro.
Novo ar.
Uma conquista.
Teatro é, para mim: O meu ontem, o hoje e o amanhã.
O que mais gosto em mim é: O meu sorriso.
Meu papel no mundo é: Buscar ser um ser humano/cidadão sempre melhor.
Minha maior ambição é: Me encontrar dentro da arte.
Como cheguei até aqui: É um sonho que eu sonhei e a minha mãe se esforçou para eu chegar até aqui.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Faca, corda, espelho, vara de pescar, barras de cereais sem chocolate, um manual de como sobreviver em uma ilha deserta, uma vitrola de dar corda e discos com seus respectivos álbuns.
A trilha sonora da minha vida: Minha playlist do Yann Tiersen e da Loreena Mckennitt.
Alguém que admiro muito: Marília Pêra.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ficaria com a minha mãe e teria uma conversa particular com Deus.

JANINA ARNAUD ARRUDA

JANINA ARNAUD ARRUDA

Tenho medo de: Ter medo, de não ter coragem de enfrentar o necessário, de arriscar.
Não vivo sem: Poesia.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Sonho.
Teatro é, para mim: Autoconhecimento.
O que mais gosto em mim é: Vontade.
Meu papel no mundo é: Descobrir este papel.
Minha maior ambição é: Seguir com humildade.
Como cheguei até aqui: Lutando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Companhia.
A trilha sonora da minha vida: “Abrindo a porta”, Pedro Altério.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Gostaria de estar com quem amo.

LÍVIA SIMARDI

LÍVIA SIMARDI

Tenho medo de: Envelhecer.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Crescimento.
Teatro é, para mim: Oxigênio.
O que mais gosto em mim é: Organização.
Meu papel no mundo é: Comunicar.
Minha maior ambição é: Ser feliz.
Como cheguei até aqui: Curiosidade.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Protetor solar, livro, cobertor e desodorante.
A trilha sonora da minha vida: “Lugar ao sol”.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Faria tudo igual.

MAURO DA SILVA JUNIOR

MAURO DA SILVA JUNIOR

Tenho medo de: Solidão.
Não vivo sem: Amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: A realização e concretização de amadurecimento profissional.
Teatro é, para mim: A base da minha vida e formador do meu caráter.
O que mais gosto em mim é: Garra.
Meu papel no mundo é: Levar alegria as pessoas.
Minha maior ambição é: Trabalhar como exclusivamente na área artística.
Como cheguei até aqui: Lutando contra a falta de dinheiro e apoio.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livro, foto da família.
A trilha sonora da minha vida: Meu coração.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ficaria com minha família!

PRISCILA CRISTINA DOS SANTOS

PRISCILA CRISTINA DOS SANTOS

Tenho medo de: Ser privada de alguma forma de me expressar.
Não vivo sem: Estudar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma excelente forma de adquirir experiência no teatro e estar cada vez mais próxima de meus sonhos.
Teatro é, para mim: Aprendizado e descoberta, o local onde posso ser eu mesma.
O que mais gosto em mim é: O olhar, a capacidade de observar detalhes.
Meu papel no mundo é: Questionar.
Minha maior ambição é: Tornar-me uma grande atriz para um dia compartilhar tudo que aprendi nos palcos e fora dele.
Como cheguei até aqui: Conheci o trabalho da SP através da internet e fiquei extremamente curiosa.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Canivete, caderneta, lápis, borracha e um bom livro.
A trilha sonora da minha vida: “Preciso me encontrar”, Cartola.
Alguém que admiro muito: Manoel de Barros.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Reuniria meus amigos mais queridos para beber uma cerveja bem gelada, conversar e dançar como se não houvesse mais ninguém à nossa volta.

PRISCILA TAVARES VIVIANI

PRISCILA TAVARES VIVIANI

Tenho medo de: Perder pessoas.
Não vivo sem: Amor, água, comida e amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma chance de descobrir mais sobre o mundo dos seres humanos, aprender e fazer arte.
Teatro é, para mim: A suprema arte.
O que mais gosto em mim é: Minha totalidade incompleta.
Meu papel no mundo é: Ser eu mesma, em constante transformação.
Minha maior ambição é: Viver o melhor possível.
Como cheguei até aqui: Atravessando cada dia.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Pessoas ao meu lado.
A trilha sonora da minha vida: “Água e vinho”, Egberto Gismonti, e “Alguém cantando”, Caetano Veloso.
Alguém que admiro muito: Criança.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Viveria o hoje.

RODRIGO GOMES RIBEIRO

RODRIGO GOMES RIBEIRO

Tenho medo de: Exclusão.
Não vivo sem: Ouvir música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de me experimentar mais e dizer com arte.
Teatro é, para mim: A arte da minha alma.
O que mais gosto em mim é: Determinação e perseverança.
Meu papel no mundo é: Construir ligações e vivê-las.
Minha maior ambição é: Viajar o mundo levando minha arte e me absorvendo das artes que encontrar.
Como cheguei até aqui: Dando um passo de cada vez, com muita entrega, energia, esforço e fé nas minhas escolhas, tudo com a força dos que estão sempre comigo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Cobertor e casacos (caso faça frio), roupa de banho (no caso do calor), uma mochila com um ou dois livros, água, comida, um rádio com CDs e um avião para o caso de eu querer ir embora.
A trilha sonora da minha vida: “Valsa para Lua”, Vitor Araújo.
Alguém que admiro muito: Mamãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Adotaria um bebê para poder ser pai antes de morrer.

TATIANA GOMES DE ANDRADE

TATIANA GOMES DE ANDRADE

Tenho medo de: Me deixar ser covarde.
Não vivo sem: Ar e amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Experiências.
Teatro é para mim: Um dos dialetos para desnudar inquietações.
O que mais gosto em mim é: Ter alma, senti-la e esbarrar em outras.
Meu papel no mundo é: Dar e receber.
Minha maior ambição é: Ser sempre generosa.
Como cheguei até aqui: Caminhando, deixando os pesos extras pelo caminho.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Garrafa de água infinita, caderno, lápis, livros.
A trilha sonora da minha vida: “Nave Maria”, Tom Zé.
Alguém que admiro muito: Hercules Morais.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Dançaria com os meus como sempre.

VINÍCIUS DE ALMEIDA MARCIANO

VINÍCIUS DE ALMEIDA MARCIANO

Tenho medo de: Do vazio.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma fonte da qual quero beber para minha formação artística.
Teatro é, para mim: Um espelho da vida e das almas.
ou seria o contrário? O que mais gosto em mim é: Minha criatividade.
Meu papel no mundo é: Sulfite A4 (sim, por isso não prestei para humor.
).
Me sinto como um rio sem curso que reflete, imerge e submerge.
Minha maior ambição é: Estrear nos cinemas, mas sem perder a dignidade.
Como cheguei até aqui: Rapaz, nem sei, hehe.
Mas com certeza foi com bastante ajuda.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um gravador, uma bola de vôlei (Wilson, de preferência [essa piada já deve ter sido feita]), um bumerangue, um isqueiro e uma bela coleção de Turma da Mônica.
A trilha sonora da minha vida: “Mistério do Planeta”.
Alguém que admiro muito: Machado de Assis.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria satisfeito com o que eu já consegui fazer.

WELLINGTON LOURENÇO BONFIM

WELLINGTON LOURENÇO BONFIM

Tenho medo de: Desistir de tentar.
Não vivo sem: Minha família, minha melhor amiga e meus filmes.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Abrir a porta para realizar minha maior ambição.
Teatro é, para mim: O que existe de mais doce e encantador na vida.
O que mais gosto em mim é: Meu sorriso maior do que a tristeza.
Meu papel no mundo é: Não ser apenas mais um.
Minha maior ambição é: Viver do teatro.
Como cheguei até aqui: Encarando todos os desafios.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, fósforo, caneta e papel.
A trilha sonora da minha vida: Chico Buarque.
Alguém que admiro muito: Elaine, minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não me arrependeria de nada do que fiz e me sentiria feliz por tudo o que vivi de maneira verdadeira e intensa.

Cenografia e Figurino
CAMILA DO CARMO OLIVETTI

CAMILA DO CARMO OLIVETTI

Tenho medo de: Falhar.
Não vivo sem: Liberdade.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de alcançar minhas pretensões.
Teatro é, para mim: Um mundo paralelo onde podemos acreditar no que quisermos.
O que mais gosto em mim é: Minha força de vontade.
Meu papel no mundo é: Ajudar a mostrar que a arte é um grande passo para a liberdade.
Minha maior ambição é: Alcançar uma posição significativa no mundo do design.
Como cheguei até aqui: Persistência, acho que essa é a melhor descrição.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um violão, um cobertor e minha criatividade.
A trilha sonora da minha vida: O tempo.
Alguém que admiro muito: Admiro o trabalho de Luani Guarnieri.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Viveria até amanhã.

CAROLINA DE LUIZ FOLEGO SILVA

CAROLINA DE LUIZ FOLEGO SILVA

Tenho medo de: Não conhecer o mundo e de ter saudade daquilo que não conheço.
Não vivo sem: Lápis e papel.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização pessoal.
Teatro é, para mim: Viver do que faz bem.
O que mais gosto em mim é: A loucura e a determinação.
Meu papel no mundo é: Aprender constantemente pra tentar ser melhor pra mim e pro mundo.
Minha maior ambição é: Conseguir obter sustento da arte.
Como cheguei até aqui: Caminhando, caindo, levantando, caminhando, caindo, levantando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Tinta e pincel, lápis e papel.
Algo pra fazer fogo rápido e algo pra embriagar devagar.
A trilha sonora da minha vida: O som do silêncio e dos ruídos que só ele faz.
Alguém que admiro muito: Os loucos e sábios.
tantos que não posso listá-los.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: morreria contente por ter vivido um tempo nesse mundo louco e lindo.

FLÁVIA ROBERTA CAPRARO DE TOLEDO

FLÁVIA ROBERTA CAPRARO DE TOLEDO

Tenho medo de: Perder oportunidades.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma grande possibilidade de estudo, pesquisa e desenvolvimento profissional.
Teatro é, para mim: Ao mesmo tempo instrumento e espaço com alto potencial revolucionário.
O que mais gosto em mim é: Postura crítica, intelectual e ideológica.
Meu papel no mundo é: Servir à liberdade.
Minha maior ambição é: Viver de Arte.
Como cheguei até aqui: Sonhando, trabalhando e tendo apoio de pessoas próximas.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um bote para sair da ilha, porque não há porque sobreviver sozinho.
A trilha sonora da minha vida: Gloria, uma banda de São Paulo.
Alguém que admiro muito: Minha avó.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não vai acabar.

HELENA MORGADO LAPA TRANCOSO

HELENA MORGADO LAPA TRANCOSO

Tenho medo de: Perder minha memória.
Não vivo sem: Cinema e literatura.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um grande passo para alcançar um dos sonhos da minha vida.
Teatro é, para mim: Visceral e intrigante.
O que mais gosto em mim é: Minha versatilidade.
Meu papel no mundo é: Criar e transformar.
Minha maior ambição é: Ser reconhecida pelo meu trabalho e poder transmitir meus conhecimentos.
Como cheguei até aqui: Me arriscando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Mala de livros do Milan Kundera e Virginia Woolf, um álbum de fotos e uma agulha.
A trilha sonora da minha vida: The Radio Dept.
Alguém que admiro muito: Virginia Woolf.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Iria ao cinema e tomaria um sorvete.

JÉSSICA TUFFENGDJIAN GOUVEIA

JÉSSICA TUFFENGDJIAN GOUVEIA

Tenho medo de: Perder minha liberdade e trabalhar em um escritório fechado com roupas sociais.
Não vivo sem: Arte (música, desenhos, circo).
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Minha maior ambição no momento.
Teatro é, para mim: Um lugar onde as pessoas podem ser o que são e mais um milhão de outras pessoas.
O que mais gosto em mim é: Minha liberdade, minha excentricidade e meu caráter.
Meu papel no mundo é: Cuidar.
Minha maior ambição é: Estar na SP Escola de Teatro.
Como cheguei até aqui: Fiz muitos cursos e pesquisei bastante até achar o curso que me despertava paixão.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Papel e lápis, água.
A trilha sonora da minha vida: Som da natureza.
Alguém que admiro muito: Mãe e pai.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ficaria hoje o dia inteiro praticando na Lira Acrobática.

KARINE LOPES DA SILVA

KARINE LOPES DA SILVA

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Felicidade, que são amigos, colegas e família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Crescer profissionalmente.
Teatro é, para mim: Um mundo fantástico e cheio de magia, em outras palavras, encantador.
O que mais gosto em mim é: Alegria e positividade.
Meu papel no mundo é: Amar o próximo.
Minha maior ambição é: Ser feliz e ter pessoas felizes à minha volta.
Como cheguei até aqui: Realizando conquistas (sonhos) uma de cada vez.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Alimento e abrigo.
A trilha sonora da minha vida: “Everything Changes”, S.
O.
J.
A.
Alguém que admiro muito: Mahatma Gandhi.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Entraria em desespero.

LUMA DE SOUSA YOSHIOKA

LUMA DE SOUSA YOSHIOKA

Tenho medo de: Más escolhas.
Não vivo sem: Minha família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Carreira.
Teatro é, para mim: Sonhar.
O que mais gosto em mim é: Amar o que faço, e fazer por amor.
Meu papel no mundo é: Descobrir o mundo.
Minha maior ambição é: Nunca parar de estudar.
Como cheguei até aqui: Procurando informações sobre minha carreira e ator preferido.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Como diria o mochileiro das galáxias: uma toalha!A trilha sonora da minha vida: “Poema”, Cazuza.
Alguém que admiro muito: Cazuza.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Comeria torta de morango e agradeceria por poder rever minha avó.

MAIARA MARTINS BORGES

MAIARA MARTINS BORGES

Tenho medo de: Ser burra e/ou não conquistar nada na vida.
Não vivo sem: Mãe, irmão e amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Fonte de conhecimentos acadêmicos e de desenvolvimento pessoal.
Teatro é, para mim: Forma de linguagem.
Comunicação de ideias reais ou lúdicas.
O que mais gosto em mim é: Minha vontade de libertação.
Meu papel no mundo é: Transmitir e inspirar coisas boas para as pessoas.
Minha maior ambição é: Ser muito inteligente e capaz de utilizar essa inteligência da forma mais humana possível.
Como cheguei até aqui: Aprendendo e me transformando muito com a diversidade de assuntos e jeitos de pensar do mundo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Vários tipos de canetas e papéis (para desenhar).
A trilha sonora da minha vida: The Smiths.
Alguém que admiro muito: André Cristi.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não morreria satisfeita com a quantidade de coisas que conheço e sei.

MARIA EUGÊNIA DEMARCHI SAEZ

MARIA EUGÊNIA DEMARCHI SAEZ

Tenho medo de: Não realizar meus sonhos.
Não vivo sem: Musicais.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma porta aberta pro futuro.
Teatro é, para mim: Poder ser um outro alguém.
O que mais gosto em mim é: A facilidade em me entrosar.
Meu papel no mundo é: Fazer a diferença para alguém.
Minha maior ambição é: Ser feliz e fazer os outros felizes.
Como cheguei até aqui: Arriscando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros, sapatilhas, roupa confortável, água, comida e músicas na cabeça.
A trilha sonora da minha vida: “Eu não sei na verdade quem eu sou”, O Teatro Mágico.
Alguém que admiro muito: Minha bisavó Eugênia.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Realizaria meus desejos mais loucos.

MARIANA SOARES LEME

MARIANA SOARES LEME

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Carinho das pessoas que amo.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um desejo muito antigo.
Teatro é, para mim: Lugar onde descobri a arte.
O que mais gosto em mim é: Minha tranquilidade.
Meu papel no mundo é: Fazer arte.
Minha maior ambição é: Viver daquilo que me emociona.
Como cheguei até aqui: Estudando e trabalhando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Barraca, fósforo, água e uma máquina fotográfica.
A trilha sonora da minha vida: Gilberto Gil.
Alguém que admiro muito: Heloisa Cardoso.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria com as pessoas que amo.

NATHÁLIA CARVALHO DE FREITAS

NATHÁLIA CARVALHO DE FREITAS

Tenho medo de: Morte de quem eu gosto.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Oportunidade de crescimento pessoal e profissional.
Teatro é, para mim: A arte completa.
O que mais gosto em mim é: Meus sonhos.
Meu papel no mundo é: Descobrir qual é esse papel e fazê-lo.
Minha maior ambição é: Viver da arte.
Como cheguei até aqui: Procurando, descobrindo e aprendendo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, lanterna, isqueiro, lápis, papel e um violão.
A trilha sonora da minha vida: “Acabou chorare”.
Alguém que admiro muito: Frida Kahlo.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Viveria o último dia intensamente.

ROGÉRIO PEREIRA DOS SANTOS

ROGÉRIO PEREIRA DOS SANTOS

Tenho medo de: Perder-me.
Não vivo sem: Meus amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: O reencontro.
Teatro é, para mim: Disciplina.
O que mais gosto em mim é: O talento.
Meu papel no mundo é: Influenciar.
Minha maior ambição é: Estabelecer-me.
Como cheguei até aqui: Trabalhando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Cantil, isqueiro e meus livros.
A trilha sonora da minha vida: É múltipla! Alguém que admiro muito: Clarice Lispector.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Deixaria rolar.
Brás, São Paulo, Brasil: Reduto.

ROGÉRIO ROMUALDO PINTO

ROGÉRIO ROMUALDO PINTO

Tenho medo de: Não alcançar meus sonhos.
Não vivo sem: Amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realizar um desejo de anos em ter uma formação específica na área de cenografia e figurino.
Teatro é, para mim: Conexão entre o humano e o divino.
O que mais gosto em mim é: Curiosidade Meu papel no mundo é: Colaborador com as necessidades do mundo a minha volta.
Minha maior ambição é: Trabalhar com a arte durante toda a vida.
Como cheguei até aqui: A vida e o amor me fizeram caminhar até chegar aqui.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livro, água e música.
A trilha sonora da minha vida: “Caçador de mim”.
Alguém que admiro muito: Carl Gustav Jung.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria feliz.

THATIANE MIRANDA MARCINELLI

THATIANE MIRANDA MARCINELLI

Tenho medo de: Aranhas.
Não vivo sem: Minha família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um desejo.
Teatro é, para mim: Cultura.
O que mais gosto em mim é: Minha dedicação.
Meu papel no mundo é: Compartilhar conhecimento.
Minha maior ambição é: Ser uma profissional de sucesso.
Como cheguei até aqui: Apoio dos meus pais.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, espelho, faca e isqueiro.
A trilha sonora da minha vida: Beatles.
Alguém que admiro muito: Mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Aproveitaria o último dia ao lado da minha família.

Direção
ALINE DANIELA FERNANDES

ALINE DANIELA FERNANDES

Tenho medo de: Perceber que, por mais que eu me esforce para viver de teatro, eu não consiga me manter profissionalmente na área.
Não vivo sem: Amo teatro, amo minha família, amo meus livros, mas acredito que o ser humano é muito adaptável.
Fora as necessidades básicas e fisiológicas (se alimentar, respirar, etc.
), creio que eu vivo sem coisas que considero essenciais, mesmo sentindo falta.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: A oportunidade que preciso para me qualificar e ampliar minhas possibilidades.
Teatro é, para mim: O ramo das artes que mais consegue retratar a realidade, seja ela agradável ou não, e jogar isso num local onde todos possam ver e se assistir.
O que mais gosto em mim é: Minha determinação e caráter.
Meu papel no mundo é: Ainda não descobri.
Minha maior ambição é: Poder viver tranquila financeiramente só trabalhando na área do teatro.
Como cheguei até aqui: Abrindo mão de muita coisa.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Sutiã, absorvente e o Richard Rasmussen.
A trilha sonora da minha vida: “Gita”, Raul Seixas.
Alguém que admiro muito: Osamu Tezuka, um mangaká japonês.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Acabaria junto com ele, claro.

AMANDA STAHL HOMEM DE BITTENCOURT

AMANDA STAHL HOMEM DE BITTENCOURT

Tenho medo de: Cotidiano.
Não vivo sem: Planos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Retomar perspectivas.
Teatro é, para mim: Instinto.
O que mais gosto em mim é: Constantes mudanças.
Meu papel no mundo é: Nenhum, eu quero ser feliz! Minha maior ambição é: Mudar, mudar, mudar e mudar! Como cheguei até aqui: Fugindo do resto do mundo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Diversão e companhia.
A trilha sonora da minha vida: “Eu vou pagar a conta do analista pra nunca mais ter que saber quem eu sou!”Alguém que admiro muito: Gente que sorri e acredita no amor.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Deveria morrer, mas.

BRUNO SANTOS SEVERIANO DA SILVA

BRUNO SANTOS SEVERIANO DA SILVA

Tenho medo de: Vender todo tempo de minha vida fazendo o que não gosto apenas para existir.
Não vivo sem: Meu violão, um papel e uma caneta.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma esperança.
Teatro é, para mim: Expressão vasta do sentimento humano traduzido em arte.
O que mais gosto em mim é: Minha imaginação.
Meu papel no mundo é: Ser realmente tudo aquilo que sou e ser feliz.
Minha maior ambição é: É poder viver da minha própria maneira.
Como cheguei até aqui: Por força de vontade.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um violão, um caderno, uma caneta e um cão.
A trilha sonora da minha vida: “Balada de um louco”, Mutantes.
Alguém que admiro muito: Raul Seixas.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Me despediria de quem e do que gosto, sentaria no lugar com a melhor vista e fumaria um cigarro.

DAN NAKAGAWA

DAN NAKAGAWA

Tenho medo de: Não ter coragem.
Não vivo sem: Sexo e arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Poder experimentar.
Teatro é, para mim: Libertador e revolucionário.
O que mais gosto em mim é: Poder de liderança impulsivo.
Meu papel no mundo é: Provocar.
Minha maior ambição é: Me tornar um diretor provocador .
Como cheguei até aqui: Caindo e levantando, atuando e caindo, dançando e levantando, cantando e caindo, caindo e levantando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Segredos, mentiras, memórias, recordações e a saudade imensa do ser humano.
A trilha sonora da minha vida: As canções que componho.
Alguém que admiro muito: Lars Von Trier, Samuel Beckett e João do Rio.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Organizaria uma suruba.

DOUGLAS RICCI ROSA

DOUGLAS RICCI ROSA

Tenho medo de: Desaparecer.
Não vivo sem: Amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade.
Teatro é, para mim: O melhor que posso dar ao mundo.
O que mais gosto em mim é: O meu jeito meio confuso de levar a vida.
Meu papel no mundo é: Comunicar.
Minha maior ambição é: Viver somente do meu trabalho como artista.
Como cheguei até aqui: Trabalhando muito.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um isqueiro, uma faca e uma pessoa.
A trilha sonora da minha vida: Pink Floyd com Jorge ben.
Alguém que admiro muito: Madonna.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Reencarnaria em outra galáxia.

JOSIAS PADILHA

JOSIAS PADILHA

Tenho medo de: Altura.
Não vivo sem: Ler.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: O caminho.
Teatro é, para mim: Quando a vida olha para ela mesma.
O que mais gosto em mim é: A diligência.
Meu papel no mundo é: Me encontrar e, me encontrando, poder oferecer luz para o caminho dos outros.
Minha maior ambição é: Poder receber a morte com a sala arrumada e decorada para ela.
Como cheguei até aqui: Rasgando caminho, como um bom filho de Ogum.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Muita criatividade neolítica; Grande Sertão: Veredas; lápis; cadernos e muitas garrafas com rolha.
A trilha sonora da minha vida: “Dura na queda”, Chico Buarque, na voz de Elza Soares.
Alguém que admiro muito: Itamar Assumpção.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Subiria no ponto mais alto do planeta para assistir serenamente ao espetáculo.

KÉROLY GRITTI FONTALVA

KÉROLY GRITTI FONTALVA

Tenho medo de: Mediar e equilibrar as contradições entre as minhas escolhas profissionais e as exigências econômico-sociais que eu vivo hoje.
Não vivo sem: Memórias.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um respirar fundo, pisar firme.
Um novo caminho.
Teatro é, para mim: Também a minha vida.
O que mais gosto em mim é: Senso de justiça.
Meu papel no mundo é: Viver, como me cabe viver sendo um individuo com vontades próprias, tentando encontrar um caminho onde as minhas potências possam colaborar no trabalho coletivo, na vida social, etc.; ajudar os que estão a minha volta com aquilo que eu acho que posso oferecer (seja ombro, carona, abraço, conselho, ouvido, auxilio espiritual).
Minha maior ambição é: Viver com paz de espírito, sabendo que eu sou aquilo que quero, posso e consegui ser.
Mas, se for pra realmente ser ousada (já que às vezes sonhar requer alguma circunstância social, como diz Fernando Pessoa), eu queria trabalhar como diretora de um espetáculo.
Como cheguei até aqui: Comecei a fazer teatro na Fundação das Artes de São Caetano do Sul, ainda menina. Fiz por um ano, mas naquela época o curso era caro para o que se podia pagar. Parei. Fiquei sabendo de um grupo de teatro na Universidade Metodista. Tinha 14 anos e ainda tinha muita vontade de teatro, então fui e me enfiei no meio de um grupo de universitários de vários cursos. Lá fiquei por aproximadamente cinco anos, no que chamava Teatro Insano, dirigido por Marcos Lemes, onde tive uma vivência de processo colaborativo. Durante o colégio, participei do Núcleo de Teatro Laboratório na Escola Livre de Teatro, que agitou a minha vida da base da coluna até o último fio de cabelo. Com essa provocação, entrei na faculdade de jornalismo, tranquei, entrei em estado de caos e admiti: queria fazer faculdade de Teatro; e entrei, na Anhembi Morumbi, com bolsa parcial. Além dela, fui procurando oficinas e outras experiências, dentre elas: fiz parte do Núcleo Ausência em Cena, como atriz, em três espetáculos, dirigida por Paula Carrara; estagiei no Projeto Ademar Guerra orientando na cidade de Mocóca; participei do Núcleo de Pedagogia Teatral na ELT com Edgar Castro (que mexeu nas estruturas do que eu acreditava ser o papel de um artista pedagogo), e fui formando meu caminho.
Me graduei e estou trabalhando na área, correndo atrás de pequenos trabalhos e das pequenas-grandes vontades. Hoje, estou sentada escrevendo em casa, no último dia de inscrição, pois demorei a assumir que eu posso com o risco de um caminho novo, e que é justo que eu deseje o que desde lá atrás, com 14 anos – e depois nas experiências da vida, me parece um caminho sensato e absolutamente prazeroso: colaborar com o trabalho teatral, estudando a função de direção/encenação, estando num lugar de provocador e de artista que vê e conduz o processo, potencializando cada pequena parte do mesmo. Vi o edital, entrei, e aqui estou.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um livro do Saramago, uma guia de proteção espiritual, água.
A trilha sonora da minha vida: “Mistério do planeta”, Novos Baianos.
Alguém que admiro muito: Ariane Mnouchkine.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Veria da janela da casa da minha avó.

MARCELO DA SILVA RODRIGUES

MARCELO DA SILVA RODRIGUES

Tenho medo de: De ficar só.
Não vivo sem: Teatro.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um sonho.
Teatro é, para mim: A minha vida.
O que mais gosto em mim é: Minha velocidade de pensamento e aprendizado.
Meu papel no mundo é: Servir a arte.
Minha maior ambição é: Ter algo para dizer sempre! Como cheguei até aqui: Por incentivo de minha esposa.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Faca, cobertor, lanterna, água, etc.
A trilha sonora da minha vida: “Seus olhos”, Nando Reis, e “When the music is over”, The Doors.
Alguém que admiro muito: Minha família.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Queria estar fazendo amor com a minha mulher.

MARTA MORENO CASTRO

MARTA MORENO CASTRO

Tenho medo de: Deixar de existir.
Não vivo sem: Meu filho, arte e amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Estar trilhando meu propósito de vida.
Teatro é, para mim: Uma ferramenta de sensibilização e raciocínio.
Expressão da vida.
Inspirações que motivam outras inspirações como um efeito dominó.
O que mais gosto em mim é: Minha renovação diária de saberes, sem fórmulas prontas.
Meu papel no mundo é: Gerar arte de qualidade que possa servir de combustão a pensamentos, ideologias e mudanças positivas no mundo.
Minha maior ambição é: Ganhar o Prêmio Nobel e fazer amizade com alienígenas.
Como cheguei até aqui: Iniciei no teatro no ano de 2000 com um grupo amador.
E desde então sempre me mantive presente na arte, seja de forma paralela ou mais presente como tem sido nos últimos seis anos, com toda minha renda sendo provida de minha arte.
Já atuei como atriz em 15 montagens teatrais e atualmente estou em processo com minha primeira direção profissional, com o incentivo do ProAC.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Pederneira, cantil, comida desidratada, abrigo para noite, lápis e papel.
A trilha sonora da minha vida: “Amor de índio”.
Alguém que admiro muito: Valum Votan.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Viveria intensamente o hoje.

NIVALDO TODARO

NIVALDO TODARO

Tenho medo de: Desprezo e ignorância.
Não vivo sem: Amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprofundar meu conhecimento.
Teatro é, para mim: Só o teatro me salva.
O que mais gosto em mim é: Honestidade.
Meu papel no mundo é: Colaborar para um mundo melhor.
Minha maior ambição é: Ser feliz.
Como cheguei até aqui: Amigos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, alimentos e vestimentas.
A trilha sonora da minha vida: O som de minhas filhas.
Alguém que admiro muito: Minha esposa.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria insatisfeito.

Dramaturgia
ALOÍSIO CORRÊA DE ARAÚJO

ALOÍSIO CORRÊA DE ARAÚJO

Tenho medo de: Falhar na vida.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma ótima oportunidade para aprender mais sobre a escrita.
Teatro é para mim: Mentir verdades com o próprio corpo.
O que mais gosto em mim é: Normalmente sou criativo.
Meu papel no mundo é: Reciclável, biodesagradável.
Minha maior ambição é: Me sustentar como roteirista.
Como cheguei até aqui: A internet me trouxe.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Sementes, água, uma metralhadora e alguns cadernos.
A trilha sonora da minha vida: “Slow education”, Silver Jews.
Alguém que admiro muito: Lourenço Mutarelli.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Renegociaria o karma com o banco.

BRUNA CARVALHO ALMEIDA

BRUNA CARVALHO ALMEIDA

Tenho medo de: Não continuar pesquisando/estudando.
Não vivo sem: Desenvolver projetos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de aprofundar meus conhecimentos em dramaturgia.
Teatro é para mim: Relação público/espectador em potência máxima.
O que mais gosto em mim é: Inquietação.
Meu papel no mundo é: Contribuir artisticamente.
Minha maior ambição é: Formar um coletivo de pesquisa artística.
Como cheguei até aqui: Trabalhando com teatro nos últimos dois anos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Papel, caneta para registro e para evitar a loucura e um facão para se defender.
A trilha sonora da minha vida: “Erbarme dich, mein Gott”, S.
Bach.
Alguém que admiro muito: Bertolt Brecht.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Reuniria pessoas na rua.

BRUNA MENEZES ASSIS DOS SANTOS

BRUNA MENEZES ASSIS DOS SANTOS

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um grande sonho.
Teatro é para mim: Materializar minha paixão, literatura.
O que mais gosto em mim é: Obstinação.
Meu papel no mundo é: Fazer feliz quem está ao meu lado.
Minha maior ambição é: Ser famosa.
Como cheguei até aqui: Com fé.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livro, água, mamãe.
A trilha sonora da minha vida: Natiruts.
Alguém que admiro muito: Hilda Hilst.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Diria que sou apaixonada.

CHRISTIAN FERNANDO DOS SANTOS MOURA

CHRISTIAN FERNANDO DOS SANTOS MOURA

Tenho medo de: Pobreza material.
Não vivo sem: Ler.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização profissional.
Teatro é para mim: A possibilidade de rir todos os risos e chorar todos os prantos.
O que mais gosto em mim é: Comunicação.
Meu papel no mundo é: Transformador.
Minha maior ambição é: Escrever dramaturgia profissionalmente.
Como cheguei até aqui: Estudando, militando e trabalhando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros.
A trilha sonora da minha vida: R&B, jazz e samba.
Alguém que admiro muito: Abdias do Nascimento.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Leria Brecht.

CHRISTINA DOS SANTOS SILVA

CHRISTINA DOS SANTOS SILVA

Tenho medo de: Não conseguir concretizar os meus objetivos.
Não vivo sem: Livros.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma grande mudança de vida.
Teatro é para mim: Minha vida.
O que mais gosto em mim é: Persistência.
Meu papel no mundo é: Ajudar as pessoas com o que escrevo.
Minha maior ambição é: Conseguir viver do que amoComo cheguei até aqui: No curso? Ou na vida? Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros, cadernos, canetas, protetor solar.
Um sonzinho a pilha e muitas pilhas.
A trilha sonora da minha vida: Não sei.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Tentaria aproveitar o máximo possível o dia de hoje, mas mesmo assim ficaria triste, pois não fiz nem a metade do que gostaria de ter feito

HENRIQUE DE SOUZA PINTO FIGUEIREDO

HENRIQUE DE SOUZA PINTO FIGUEIREDO

Tenho medo de: Barata.
Não vivo sem: Breja.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma forma de aprender dramaturgia.
Teatro é para mim: Dionisíaco O que mais gosto em mim é: Minha imaginação Meu papel no mundo é: Ser revolucionário Minha maior ambição é: Levitar Como cheguei até aqui: Internet Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Beque, seda e isqueiro (ou fósforos).
A trilha sonora da minha vida: Ataulfo Alves Alguém que admiro muito: Rogério Sganzerla.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria feliz.

IVAN BARBIERI

IVAN BARBIERI

Tenho medo de: Palhaços.
Não vivo sem: Respirar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Oportunidade de trilhar um caminho com realizações.
Teatro é para mim: A forma mais completa de expressão.
O que mais gosto em mim é: A capacidade de mudar/moldar minha opinião.
Meu papel no mundo é: Desconstruir o habitual.
Minha maior ambição é: Ser pleno.
Como cheguei até aqui: Aproveitando cada segundo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Basta que a ilha esteja lá e a sobrevivência acontecerá.
A trilha sonora da minha vida: “Wonderlust King”.
Alguém que admiro muito: Ulisses Barbieri.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ainda estaria nele.

LAIS BLANCO BOLSONARO DE MOURA

LAIS BLANCO BOLSONARO DE MOURA

Tenho medo de: Ter que, por algum motivo, abandonar meus sonhos.
Não vivo sem: Coisas para alimentar a alma.
Pode ser uma música, uma peça de teatro, um filme, um livro ou apenas um gesto de carinho, as palavras de uma criança.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade para desenvolver novas habilidades.
Teatro é para mim: Um eterno aprendizado, o difícil desapego de se estar simplesmente aqui e agora.
O que mais gosto em mim é: Minha perseverança.
Meu papel no mundo é: Ensinar e aprender.
Minha maior ambição é: Um dia conseguir sobreviver da arte.
Como cheguei até aqui: Com o apoio e incentivo daqueles que amo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: muitas músicas e livros.
A trilha sonora da minha vida: Led Zeppelin.
Alguém que admiro muito: Clarice Lispector.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Confessaria a ele que também o amo e aproveitaria cada instante ao seu lado.

PAMELA MARTELLI

PAMELA MARTELLI

Tenho medo de: Não ter boas histórias para contar.
Não vivo sem: Ar(te).
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Arte ferramenta para me expressar.
Teatro é para mim: Eu girando em cima de um planeta que gira ao redor de si mesmo e gira ao redor de uma estrela que gira universo afora.
O que mais gosto em mim é: Minha imaginação.
Meu papel no mundo é: Descobri-lo.
Minha maior ambição é: Envelhecer.
Como cheguei até aqui: Aprendendo a aceitar, só assim me movo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Calma, paciência e amor à solidão.
A trilha sonora da minha vida: “Caçador de mim”, Milton Nascimento.
Alguém que admiro muito: Gabriel García Márquez.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Enfim, mudaria de planeta.

RODRIGO HENRIQUE SOARES DE ARAUJO

RODRIGO HENRIQUE SOARES DE ARAUJO

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Parte de um sonho.
Teatro é para mim: A nossa vida.
O que mais gosto em mim é: Bom humor.
Meu papel no mundo é: Rir e fazer rir.
Minha maior ambição é: Viver tranquilamente.
Como cheguei até aqui: Tentando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Amigos.
A trilha sonora da minha vida: Dave Matthews Band.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Choraria.

Humor
AFONSO ALVES COSTA

AFONSO ALVES COSTA

Tenho medo de: Bexiga e de não conseguir mais sonhar.
Não vivo sem: Meus olhos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: É a continuação da minha teimosia.
Teatro é, para mim: Chorar de tanto rir ou chorar por chorar ou a verdade.
Não sei, tenho dúvidas.
O que mais gosto em mim é: Meu sorriso largo.
Meu papel no mundo é: Criar sorrisos.
Minha maior ambição é: Aprender tudo que é possível.
Como cheguei até aqui: Através da minha teimosia.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um caderno, uma caneta, um travesseiro, jujubas e a Lua.
A trilha sonora da minha vida: “Oração ao tempo”, Caetano Veloso.
Alguém que admiro muito: Palhaço.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Caminharia até a última estrela cair.

ALEXA KIANY KACUTA KLETELINGER

ALEXA KIANY KACUTA KLETELINGER

Tenho medo de: Aranhas.
Não vivo sem: Agenda.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Mais um motivo pra acreditar em mim, por ter sido a escolhida.
Teatro é para mim: Oxigênio, estilo de vida, tirar amarras.
O que mais gosto em mim é: Determinação.
Meu papel no mundo é: Questionar.
Minha maior ambição é: Me desenvolver profissionalmente, sempre.
.
Como cheguei até aqui: Estudando e focando meus objetivos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água de coco, microsystem de pilha (e várias pilhas), uma rede.
A trilha sonora da minha vida: Não tenho, depende de cada momento.
Alguém que admiro muito: Cacá Carvalho.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Assistiria.

ANA PAULA CUNHA DE OLIVEIRA

ANA PAULA CUNHA DE OLIVEIRA

Tenho medo de: Falta de amor ao próximo, da violência e maldade que vem dando largos passos.
Não vivo sem: Fé! Na vida, no teatro, nas pessoas e em mim mesma.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um caminho de oportunidades, conhecimentos, descobertas e transformações.
Teatro é, para mim: Transformação! Minha Vida! O que mais gosto em mim é: O sorriso e a entrega e amor que dedico a tudo que me proponho a fazer.
Meu papel no mundo é: Levar minha arte pra todos os cantos, pra todas as pessoas e nunca me calar diante das atrocidades.
Minha maior ambição é: Ter condições de viver dignamente de meu trabalho, ter nossa sede para podermos envolver mais fortemente a comunidade próxima com o teatro.
Como cheguei até aqui: Buscando a cada dia fazer o melhor de mim, sendo inteira no que faço, não desistindo nunca.
Acreditando! Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Alguns bons livros, um isqueiro, uma boa faca, uma blusa manga longa e uma calça pras noites frias.
A trilha sonora da minha vida: “Quase sem querer”, Legião Urbana.
Alguém que admiro muito: Nelson Mandela.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Gostaria de estar ao lado das pessoas que amo, e que pelo menos neste último dia a humanidade com todas as suas diferenças, “os ricos poderosos” e todos percebessem que o mais importante é o amor, a união, o compartilhamento.

ANDRÉ LUIZ SENA REIS

ANDRÉ LUIZ SENA REIS

Tenho medo de: Não realizar minhas metas.
Não vivo sem: Respirar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma meta.
Teatro é, para mim: Algo mágico.
O que mais gosto em mim é: Minha facilidade em fazer amigos.
Meu papel no mundo é: Tentar entender as coisas.
Minha maior ambição é: Ter minha família e meus amigos por perto sempre.
Como cheguei até aqui: Só deus sabe.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um isqueiro e uma bola de vôlei Wilson.
A trilha sonora da minha vida: Construção.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Iria morrer muito jovem.

ARYELLE PALMA

ARYELLE PALMA

Tenho medo de: Que meus avós e minha mãe morram antes de poder fazê-los felizes.
Não vivo sem: Arte, risada, sorvete, minha mãe, meu avô, minha avó e a lua.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma etapa (indispensável) que já tento viver há um tempo.
Teatro é, para mim: Sonhar e poder mostrar! Vida.
O que mais gosto em mim é: Meu humor e minha paciência! Meu papel no mundo é: Incentivar, pelo teatro, de que todos têm um papel! Minha maior ambição é:Sobreviver bem, sem medo, pressa ou dificuldades, num mundo justo.
Como cheguei até aqui: Quando saí do Ministério do Trabalho, com o tal número, e me senti perdida ainda.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Música, livros, sabonete, família e enlatados.
A trilha sonora da minha vida: “Jesus numa moto”.
Alguém que admiro muito: Arlindo Palma, Sandra Regina Palma, Maria Rosa e Raul Cortez.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ficaria frustrada, levaria meu avô à praia, minha avó num programa do Silvio Santos, minha mãe no show do Fabio Júnior, nadaria pelada no Mato Grosso.

DAIANE RODRIGUES GUEDES

DAIANE RODRIGUES GUEDES

Tenho medo de: Perder o bom humor.
Não vivo sem: Fé na vida.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Oportunidade.
Teatro é, para mim: Tudo, minha vida simplesmente.
O que mais gosto em mim é: Bom humor.
Meu papel no mundo é: Cumprir minha missão.
Minha maior ambição é: Ser digna de ser atriz.
Como cheguei até aqui: Com muito esforço, fé, trabalho e ajuda de amigos e familiares.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Sinalizadores, bom humor e uma boa dose de loucura.
A trilha sonora da minha vida: De tudo um pouco, o que venho ouvindo na minha caminhada.
Alguém que admiro muito: Ser humano, eu, o outro.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Provavelmente morreria.

DOUGLAS LIMA RIBEIRO

DOUGLAS LIMA RIBEIRO

Tenho medo de: Barata.
E que os meus sonhos sejam maiores que as minhas capacidades.
Não vivo sem: Família, amigos e teatro (e dinheiro.
Não sou hipócrita).
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: É um passo pra uma nova etapa na minha vida.
Teatro é, para mim: Vida, contato, relação, energia e Deus!O que mais gosto em mim é: Nada.
“Nada é suficiente”.
Meu papel no mundo é: Transformar e tocar as pessoas com a minha arte.
Minha maior ambição é: Alcançar um objetivo em vista naquele momento.
E no momento é passar nesse teste.
Como cheguei até aqui: www.
institutomais.
org.
br Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Mão, sangue e uma bola da marca Wilson.
A trilha sonora da minha vida: “Invisible Touch”.
Alguém que admiro muito: Homem invisível, meu pai e minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não teria nem chance de tentar passar no teste.

FABIANO SANTOS DA SILVA

FABIANO SANTOS DA SILVA

Tenho medo de: Não conseguir aquilo que almejo.
Não vivo sem: Ar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um enorme passo nessa minha caminhada.
Teatro é, para mim: Um combustível.
O que mais gosto em mim é: Bom humor.
Meu papel no mundo é: Ser alguém.
Minha maior ambição é: Viver da arte.
Viver pela arte.
Como cheguei até aqui: Não lembro, só sei que depois de sair da barriga da minha mãe as coisas foram acontecendo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um guia de “Como sobreviver numa ilha deserta”.
A trilha sonora da minha vida: “Your love never fails”Alguém que admiro muito: Eduardo Sterblitch.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Diria tudo aquilo que nunca tive coragem de dizer.

FREDERICO WILLMERSDORF QUEIROZ

FREDERICO WILLMERSDORF QUEIROZ

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprendizado.
Teatro é, para mim: Um mistério.
O que mais gosto em mim é: Capacidade de sonhar.
Meu papel no mundo é: Amar.
Minha maior ambição é: Estudar em Nova York.
Como cheguei até aqui: Tropeçando e levantando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Chocolate, celular com sinal e câmera e um guia de sobrevivência.
A trilha sonora da minha vida: “Dreamer”, Ozzy Osbourne.
Alguém que admiro muito: Ellen DeGeneres.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Faria uma festa.

GENI ALVES CAETANO

GENI ALVES CAETANO

Tenho medo de: Solidão.
Não vivo sem: Estudos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Concretização de um projeto.
Teatro é, para mim: Uma ponte que liga os mundos (profissional e pessoal) O que mais gosto em mim é: A alegria e a paciência.
Meu papel no mundo é: Transformar.
Minha maior ambição é: Conhecer os Estados brasileiros.
Como cheguei até aqui: Dando um passo de cada vez e planejando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Faca, botas, blusa de frio, chapéu, calça, isqueiro (grande), barraca, mochila e etc.
A trilha sonora da minha vida: “O mundo é bão Sebastião”, Nando Reis.
Alguém que admiro muito: Marisa Monte.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Subiria em uma montanha para ver o último pôr do sol.

GIULIA SOARES DE AMORIM

GIULIA SOARES DE AMORIM

Tenho medo de: Répteis e escuro.
Não vivo sem: Água e doce.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Despertar o meu ridículo.
Teatro é, para mim: Apoio de como passar por essa vida.
Questionamentos.
O que mais gosto em mim é: Aprendi a gostar do meu tamanho.
Meu papel no mundo é: Contribuir.
Minha maior ambição é: Fazer clown.
Como cheguei até aqui: Com muitos conflitos, questionamentos e em busca do que é arte.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água e alguém.
A trilha sonora da minha vida: Não tenho uma só.
Alguém que admiro muito: Meus pais.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Seria mais leve.

GUILHERME REGES CARDOSO

GUILHERME REGES CARDOSO

Tenho medo de: Não dar certo.
Não vivo sem: Amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Qualificação.
Teatro é, para mim: Tudo.
O que mais gosto em mim é: Minha espontaneidade.
Meu papel no mundo é: Fazer o bem.
Minha maior ambição é: Alcançar meu objetivo.
Como cheguei até aqui: Com paciência e coragem.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Óculos de sol, um moleskine e uma caneta.
A trilha sonora da minha vida: “93 Million Miles”.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ficaria perto de todos que amo hoje.

JOMAR FERNANDES BILION

JOMAR FERNANDES BILION

Tenho medo de: Viver só.
Não vivo sem: Pessoas ao meu lado (minha família) Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: É o começo da realização de um sonho.
Teatro é, para mim: Dizer alguma coisa, ser imortal e mortal ao mesmo tempo.
Realizar sonhos.
O que mais gosto em mim é: A paciência.
Meu papel no mundo é: Ainda não tenho certeza sobre essa questão.
Minha maior ambição é: Ter uma vida saudável e de bem com todos fazendo aquilo que gosto, estar nos palcos.
Como cheguei até aqui: Com muita luta, esforço, dedicação e medo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um livro, uma faca, uma garrafa, uma corda, um espelho, uma mochila.
A trilha sonora da minha vida: “Trem das onze”.
Alguém que admiro muito: Jesus e minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não saberia o que fazer.

JULIA LOPES TEIXEIRA SANTOS

JULIA LOPES TEIXEIRA SANTOS

Tenho medo de: Escuro.
Não vivo sem: Teatro.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma grande oportunidade de crescimento.
Teatro é, para mim: A maior parte do meu todo.
O que mais gosto em mim é: Minha voz.
Meu papel no mundo é: Tornar as pessoas mais felizes.
Minha maior ambição é: Ganhar um Oscar.
Como cheguei até aqui: Não desistindo do que eu acredito.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, primeiros socorros, comida e uma foto da minha família.
A trilha sonora da minha vida: “Imagine”, John Lennon.
Alguém que admiro muito: Meu pai; Se o mundo acabasse amanhã, eu: Agradeceria a Deus, por ter vivido até então.

JUSSARA SANTOS SILVA

JUSSARA SANTOS SILVA

Tenho medo de: Não realizar meus objetivos.
Não vivo sem: Teatro.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: É um sonho.
Teatro é, para mim: Tudo.
O que mais gosto em mim é: Do meu jeito simples de ser.
Meu papel no mundo é: Mostrar como a sociedade está vivendo sem perceber.
Minha maior ambição é: Ser uma ótima atriz reconhecida por todos.
Como cheguei até aqui: Enfrentando barreiras.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, comida e protetor solar.
A trilha sonora da minha vida: “Bandolins”, Oswaldo Montenegro.
Alguém que admiro muito: Fernanda Montenegro.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Iria querer voar.

KAREN JULIANE LENZI

KAREN JULIANE LENZI

Tenho medo de: Ratos.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprender e trocar conhecimentos.
Teatro é, para mim: Oficio e paixão.
O que mais gosto em mim é: Sinceridade.
Meu papel no mundo é: Viver igual uma cientista maluca ou uma criança descobrindo algo novo.
Minha maior ambição é: Realizar o que me move: teatro e cinema.
Como cheguei até aqui: Pelo portal da Escola.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Garrafas de água, um amigo, quatro livros e oito pacotes de fósforos.
A trilha sonora da minha vida: Los Hermanos.
Alguém que admiro muito: Woody Allen.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Tentaria viajar pelas praias do nordeste brasileiro.

MARCELO AURÉLIO MAGALHÃES BEZERRA FREIRE

MARCELO AURÉLIO MAGALHÃES BEZERRA FREIRE

Tenho medo de: Nada.
Não vivo sem: Teatro e dança.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização de um sonho.
Teatro é, para mim: Necessidade.
O que mais gosto em mim é: Força de vontade.
Meu papel no mundo é: Viver e não ter a vergonha de ser feliz.
Minha maior ambição é: O Oscar de melhor ator.
Como cheguei até aqui: Vivendo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água potável, comida e algum livro do Gabriel García Márquez.
A trilha sonora da minha vida: “Apesar de você”, Chico Buarque.
Alguém que admiro muito: Mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Eu iria ficar bem louco.

MARIANA SPINOLA DE CAIRES SILVA

MARIANA SPINOLA DE CAIRES SILVA

Tenho medo de: Do tempo, sentir inveja, ficar zangada, e decidir que é melhor ser mais veloz e passar rápido pra mim.
Não vivo sem: Serotonina.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Quase como receber uma carta de Hogwarts.
Teatro é para mim: Teatro é válvula de escape de uma realidade por vezes dolorosa; teatro é poder encarnar papéis sem o risco de ser diagnosticada com transtorno de personalidade.
O que mais gosto em mim é: Minha pinta na bochecha direita, minha capacidade de rir da própria (des)graça.
Meu papel no mundo é: Pelo tanto de rolo que tenho, desconfio que seja o higiênico.
Minha maior ambição é: Um estetoscópio preto.
Uma bicicleta dobrável azul clara.
Uma bagagem com histórias e aventuras vividas.
Como cheguei até aqui: Speedy.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Uma bola como companhia chamada Wilson.
Jesus, para transformar toda água do mar em vinho, amém.
A trilha sonora da minha vida: A melodia que atua de acordo com o momento.
Alguém que admiro muito: Mulheres comportadas raramente fazem historia.
Marilyn Monroe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Provavelmente não estaria respondendo esse questionário.

PAOLA DANIELLE FERRETE

PAOLA DANIELLE FERRETE

Tenho medo de: Bicho papão.
Não vivo sem: Vida.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade.
Teatro é, para mim: Arte, ou não? O que mais gosto em mim é: A identificação com o outro.
Meu papel no mundo é: Ser livre.
Minha maior ambição é: Não ter ambição.
Como cheguei até aqui: Com determinação.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Canivete e fósforo.
A trilha sonora da minha vida: “Pavão misterioso”.
Alguém que admiro muito: Drummond.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não faria nada, pois vai acabar mesmo.

TAYNÁ HELÓISE COUTO

TAYNÁ HELÓISE COUTO

Tenho medo de: Ter medo.
Não vivo sem: Morango! Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma felicidade inexplicável.
Teatro é, para mim: A melhor parte da vida.
O que mais gosto em mim é: Meu riso.
Meu papel no mundo é: Sorrir fazendo o mundo sorrir comigo.
Minha maior ambição é: Aprender o máximo possível sobre as artes cênicas.
Como cheguei até aqui: Batalhando e pedindo informações de amigos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Esperança, comida e um isqueiro.
A trilha sonora da minha vida: “Marvin”.
Alguém que admiro muito: Minha avó.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria infeliz por não ter cumprido minhas metas no mundo. Tenho medo de: Bicho papão.
Não vivo sem: Vida.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade.
Teatro é, para mim: Arte, ou não? O que mais gosto em mim é: A identificação com o outro.
Meu papel no mundo é: Ser livre.
Minha maior ambição é: Não ter ambição.
Como cheguei até aqui: Com determinação.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Canivete e fósforo.
A trilha sonora da minha vida: “Pavão misterioso”.
Alguém que admiro muito: Drummond.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não faria nada, pois vai acabar mesmo.

TEÓFILA JACIRA CORREIA LIMA

TEÓFILA JACIRA CORREIA LIMA

Tenho medo de: Que as pessoas aprendam a me esquecer.
Não vivo sem: Sorriso.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Conhecer outros mundos.
Teatro é, para mim: Fazer as pessoas abrirem os olhos para “enxergar”! O que mais gosto em mim é: Minha capacidade de recomeçar, sempre.
Meu papel no mundo é: Deixá-lo melhor.
Minha maior ambição é: Viver do teatro.
Como cheguei até aqui: Com muita determinação e calma.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Faca e uma bola para fazer de amigo.
A trilha sonora da minha vida: “Comptine d’un autre été”, Yann Tiersen.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Dançaria até o fim!

THAIS BALDO DE SOUZA

THAIS BALDO DE SOUZA

Tenho medo de: Acabar as tulipas do mundo.
Não vivo sem: Transformar tudo que vejo em poesia.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um objetivo alcançado.
Teatro é, para mim: Desmascaramento.
O que mais gosto em mim é: Meus olhos grandes feitos os de coruja.
Meu papel no mundo é: Reconhecer que todo mundo tem um palhaço em si.
Minha maior ambição é: Ter mais de uma vida pra ler tudo que desejo.
Como cheguei até aqui: Navegando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Uma poesia, algumas jujubas e uma companhia.
A trilha sonora da minha vida: “Comptine d’un autre été”, Yann Tiersen.
Alguém que admiro muito: Palhaço.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Releria “Os dragões não conhecem o paraíso”.

Iluminação
ANDRESSA APARECIDA PACHECO

ANDRESSA APARECIDA PACHECO

Tenho medo de: Cobra.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Essencial.
Teatro é, para mim: Profissão.
O que mais gosto em mim é: Sorriso.
Meu papel no mundo é: Fazer diferente.
Minha maior ambição é: Trabalhar com prazer.
Como cheguei até aqui: Interesse em cursar áreas específicas.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Isqueiro, faca, água, livro, caderno de anotações (para não pirar), barraca, coberta, tênis.
A trilha sonora da minha vida: “Surrender”, Depeche Mode.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Juntaria a maioria das pessoas que gosto e curtiria até o último momento.

BRUNO ALVES OLIVEIRA CRUZ

BRUNO ALVES OLIVEIRA CRUZ

Tenho medo de: Nada.
Não vivo sem: Música e esporte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma realização, por ter uma oportunidade de fazer um curso que é muito difícil de encontrar.
Teatro é, para mim: É contagiante, algo que faz você se contrair.
O que mais gosto em mim é: Minhas decisões.
Meu papel no mundo é: É fazer algo diferente para que mude o futuro.
Minha maior ambição é: Até hoje não tenho.
Como cheguei até aqui: Com indicação.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Comida, água, sinalizador e um telefone.
A trilha sonora da minha vida: “Livre pra voar”.
Alguém que admiro muito: Meu pai.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Viveria os últimos momentos ao lado da minha família.

COSMO LUCIANO DO NASCIMENTO

COSMO LUCIANO DO NASCIMENTO

Tenho medo de: Ter medo (“viver é perigoso.
”, já dizia Graciliano Ramos).
Não vivo sem: Filosofar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é:Conscientização.
Teatro é, para mim: Reflexão.
O que mais gosto em mim é: Pensar.
Meu papel no mundo é: Lê-lo.
Minha maior ambição é: Sabedoria.
Como cheguei até aqui: Internet.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Nenhum kit, pois a ilha tem tudo e muito mais do que preciso para sobreviver.
A trilha sonora da minha vida: O som da brisa do mar.
Alguém que admiro muito: Jean-Jacques Rousseau.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Continuaria desencanado.

DENIS YOSHIO ONO KAGEYAMA

DENIS YOSHIO ONO KAGEYAMA

Tenho medo de: Não enfrentar meus medos.
Não vivo sem: Novas experiências e conhecimentos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade única.
Teatro é para mim: Prazer de viver.
O que mais gosto em mim é: Vontade de viver.
Meu papel no mundo é: Distribuir conhecimento e experiências.
Minha maior ambição é: Ser feliz.
Como cheguei até aqui: Com vontade, coragem, família e amigos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Sementes, um caderno, um lápis e uma faca.
A trilha sonora da minha vida: O álbum “Quebra-cabeça”.
Alguém que admiro muito: George Harrison.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Roubaria um balão.

JACKSON DOS SANTOS FERREIRA

JACKSON DOS SANTOS FERREIRA

Tenho medo de: Gente.
Não vivo sem: Comida.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Descobrir-se como artista.
Teatro é, para mim: Vida.
O que mais gosto em mim é: Meus pés.
Meu papel no mundo é: Modificar o nada e o nada me modificar.
Minha maior ambição é: Me formar.
Como cheguei até aqui: Ônibus, trem e metro.
Parece longe, né? Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água e barra de cereal.
A trilha sonora da minha vida: “Quase sem querer”.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria.

JONAS PASCINI DE OLIVEIRA

JONAS PASCINI DE OLIVEIRA

Tenho medo de: Não fazer o que gosto.
Não vivo sem: Meu pensamento.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um aprendizado.
Teatro é, para mim: Reflexo do mundo vivido.
O que mais gosto em mim é: Nada.
Meu papel no mundo é: Pensá-lo.
Minha maior ambição é: Aprender mais.
Como cheguei até aqui: Estudando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros.
A trilha sonora da minha vida: “Suffering quota”.
Alguém que admiro muito: Dr.
Sócrates.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria infeliz.

JULIANA MORIMOTO

JULIANA MORIMOTO

Tenho medo de: Não existir profissionalmente.
Não vivo sem: Realizar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Continuidade de um sonho.
Teatro é, para mim: O início.
O que mais gosto em mim é: Força de vontade e paixão.
Meu papel no mundo é: Arte e amor.
Minha maior ambição é: Um trabalho bem remunerado numa área em que eu me realize.
Como cheguei até aqui: Publicidade, terapias corporais, teatro, dança, não parei.
Nessa ordem.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água para os primeiros dias, até me adaptar, e uma faquinha.
A trilha sonora da minha vida: Pedra Branca.
Alguém que admiro muito: Pietro Morimoto Silva.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ia ninar meu bebê até ele dormir.

KELLY CRISTINA FREIRE FERREIRA

KELLY CRISTINA FREIRE FERREIRA

Tenho medo de: Meu cérebro atrofiar.
Não vivo sem: Respirar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Viver a loucura gostosa e ainda conviver com o que eu tanto amo.
Teatro.
Teatro é, para mim: CO2.
O que mais gosto em mim é: Minha garra.
Meu papel no mundo é: Viver e ser muito na vida de quem eu vivo e um nada nesse mundão.
Minha maior ambição é: Viver do que amo.
Como cheguei até aqui: Nas asas das vontades.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água e um pouco de loucura.
A trilha sonora da minha vida: Cássia Eller.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria.

KIM GONÇALVES MOREIRA GOMES

KIM GONÇALVES MOREIRA GOMES

Tenho medo de: Cobra.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Me qualificar.
Teatro é, para mim: Melhor forma de expressão e de autoconhecimento.
O que mais gosto em mim é: Autenticidade.
Meu papel no mundo é: Aprender e ensinar.
Minha maior ambição é: Alcançar todos os meus objetivos pessoais.
Como cheguei até aqui: Respondendo as perguntas anteriores.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Muita água, comida, um violão.
A trilha sonora da minha vida: “Amor de índio”.
Alguém que admiro muito: Mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria.

LEONARDO DOMINGOS CARVALHO

LEONARDO DOMINGOS CARVALHO

Tenho medo de: Questionários.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprendizado.
Teatro é, para mim: Vida.
O que mais gosto em mim é: Inteligência.

MARIA HELENA ALVARES GARCIA

MARIA HELENA ALVARES GARCIA

Tenho medo de: Site mal feito.
Não vivo sem: Água.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Caminho das pedras.
Teatro é, para mim: Dedicação.
O que mais gosto em mim é: Minha memória.
Meu papel no mundo é: Aberto.
Minha maior ambição é: Desenhar luz.
Como cheguei até aqui: Internet.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, livros e repelente.
A trilha sonora da minha vida: “I want to break free”.
Alguém que admiro muito: Professor Tiburcio.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria.

MARIANA BRAND OLIVEIRA

MARIANA BRAND OLIVEIRA

Tenho medo de: Monotonia.
Não vivo sem: Livros.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Estudar, aplicar e viver o, do e para o teatro.
Teatro é, para mim: Liberdade.
O que mais gosto em mim é: Inquietude.
Meu papel no mundo é: Mudar.
Minha maior ambição é: Fazer o bem.
Como cheguei até aqui: Soprada pelos ventos da mudança! Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros, um companheiro, comida e um telefone com internet.
A trilha sonora da minha vida: MPB.
Alguém que admiro muito: Meu pai.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Respiraria fundo e tentaria ver tudo bem de pertinho.

MICHELLE BEZERRA DA SILVA

MICHELLE BEZERRA DA SILVA

Tenho medo de: Desapontar-me.
Não vivo sem: Pessoas que amo.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realizar mais que um sonho, um projeto de vida.
É estar onde quero estar, fazendo o que gosto.
Teatro é, para mim: Magia.
O que mais gosto em mim é: Meu comprometimento e dedicação.
Meu papel no mundo é: Fazer acontecer, o que quer que eu me comprometa a fazer.
Minha maior ambição é: Viver bem, fazendo o que gosto e ao lado de pessoas que admiro.
Como cheguei até aqui: Com o apoio de quem acreditou em mim.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, livros, canivete, papel e lápis, bússola.
A trilha sonora da minha vida: “Good riddance”.
Alguém que admiro muito: Guimarães Rosa (e escritores, dramaturgos, roteiristas) Se o mundo acabasse amanhã, eu: Tentaria fazer o maior número de pessoas sorrirem.
Adoro sorrisos.

MONIQUE AMARAL

MONIQUE AMARAL

Tenho medo de: Fracassar.
Não vivo sem: Família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Projeto para o próximo ano.
Teatro é, para mim: Crescimento, pesquisa, arte.
O que mais gosto em mim é: A tranquilidade.
Meu papel no mundo é: Deixar as pessoas mais felizes.
Minha maior ambição é: Ter uma vida tranquila e uma família em paz.
Como cheguei até aqui: Um pé depois do outro.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um canivete suíço, lápis, papel e panos.
A trilha sonora da minha vida: “Mr.
Jones”, Counting Crows.
Alguém que admiro muito: Paulo Freire.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Acabaria também, ué.

NATÁLIA SOARES DE ALBUQUERQUE

NATÁLIA SOARES DE ALBUQUERQUE

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Internet.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um sonho, uma magia.
Teatro é, para mim: Uma magia, um dom, uma iniciativa.
O que mais gosto em mim é: Personalidade.
Meu papel no mundo é: Contribuir para o bem, para o amor.
Minha maior ambição é: Realização profissional.
Como cheguei até aqui: Com muita fé e muito sonho.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livro, água, pão, um amigo.
A trilha sonora da minha vida: “Eu não paro”, Ana Carolina.
Alguém que admiro muito: Clarice Lispector.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estarei com Cristo.

REBECA SIQUEIRA KONOPKINAS

REBECA SIQUEIRA KONOPKINAS

Tenho medo de: Aranha.
Não vivo sem: Pessoas.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Potencializar meu projeto de vida.
Teatro é, para mim: A transformação do mundo.
O que mais gosto em mim é: Minha imaginação.
Meu papel no mundo é: Transformar o imaginário por meio do Teatro e da Arte.
Minha maior ambição é: Estar feliz.
Como cheguei até aqui: Com pessoas maravilhosas que me ajudaram muito.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Comida, comida e um cobertor (para me proteger das aranhas).
A trilha sonora da minha vida: Led Zeppelin.
Alguém que admiro muito: Paulo Freire.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Passaria o dia do lado de quem eu amo.

RENATA CANDIDO DE OLIVEIRA

RENATA CANDIDO DE OLIVEIRA

Tenho medo de: Não voltar a atuar.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização de novo sonho.
Teatro é, para mim: Fazer refletir, divertir, relacionar.
O que mais gosto em mim é: Meu sorriso.
Meu papel no mundo é: Para aprender e crescer.
Minha maior ambição é: Ser tão conhecida e desejada profissionalmente quanto uma Ferrari.
Como cheguei até aqui: Levantando, sacudindo a poeira e recomeçando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros, música, uma boa companhia e água de coco.
A trilha sonora da minha vida: “Tente outra vez”.
Alguém que admiro muito: Marco Nanini.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria no débito.

THIAGO LIMA DE ARAUJO

THIAGO LIMA DE ARAUJO

Tenho medo de: Não viver.
Não vivo sem: Fotografia.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Importante para o meu crescimento profissional.
Teatro é, para mim: Sonhar acordado.
O que mais gosto em mim é: Origem.
Meu papel no mundo é: Aprender.
Minha maior ambição é: Ser bem sucedido profissionalmente.
Como cheguei até aqui: Através de amigos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Coragem e fé.
A trilha sonora da minha vida: # Alguém que admiro muito: Tim Maia.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não me arrependeria de nada do que eu fiz.

Sonoplastia
AMANDA BENEVIDES GASPARETTO

AMANDA BENEVIDES GASPARETTO

Tenho medo de: Escuro.
Não vivo sem: Amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Recomeço.
Teatro é, para mim: Transformador.
O que mais gosto em mim é: Sensibilidade.
Meu papel no mundo é: Espalhar boas energias através da arte.
Minha maior ambição é: Gravar um CD.
Como cheguei até aqui: Com o apoio de pessoas queridas, paixão e persistência.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, comida, violão e uma companhia.
A trilha sonora da minha vida: “Vermelho”, Marcelo Camelo.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Abraçaria todos que me fizeram bem.

BRUNO FELIPE DE ALMEIDA

BRUNO FELIPE DE ALMEIDA

Tenho medo de: Não aproveitar minha vida.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização pessoal e profissional.
Teatro é, para mim: A arte com maior interação com o público.
O que mais gosto em mim é: Determinação.
Meu papel no mundo é: Não ser apenas mais um.
Minha maior ambição é: Viver de música.
Como cheguei até aqui: Pesquisando por cursos de som gratuitos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Meu violão e meu iPod.
A trilha sonora da minha vida: “Nada pode me parar”, Thaíde e DJ Hum.
Alguém que admiro muito: Ian MacKaye, Tim Maia, Bob Marley, Stevie Wonder, James Brown.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não me preocuparia com coisas sem sentido.

DANIELI SANTOS JARDIM DA SILVA

DANIELI SANTOS JARDIM DA SILVA

Tenho medo de: Ficar sozinha.
Não vivo sem: Família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização de um objetivo.
Teatro é, para mim: Magia dos sentimentos.
O que mais gosto em mim é: Competência.
Meu papel no mundo é: Amar minha família.
Minha maior ambição é: Me estruturar financeiramente.
Como cheguei até aqui: Através do interesse próprio.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Isqueiro e faca.
A trilha sonora da minha vida: “Roda viva”.
Alguém que admiro muito: Eliane.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Iria aguardar ao som das canções que mais admiro.

DEIVISON NUNES OLIVEIRA

DEIVISON NUNES OLIVEIRA

Tenho medo de: Nada.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Destino.
Teatro é, para mim: Fantástico.
O que mais gosto em mim é: Boa memória.
Meu papel no mundo é: Me tornar imortal, e só depois morrer.
Minha maior ambição é: Viver de música.
Como cheguei até aqui: Minhas escolhas me guiaram até aqui.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Ferramentas de corte, água, todo o conhecimento acumulado, e uma loira.
A trilha sonora da minha vida: “Into the wild”, Eddie Vedder.
Alguém que admiro muito: Josh Homme.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Iria para o mar.

DIEGO RIZZO VIEIRA

DIEGO RIZZO VIEIRA

Tenho medo de: Ignorância.
Não vivo sem: Sonho.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Crescimento.
Teatro é, para mim: Mentira homeopática necessária à vida humana.
O que mais gosto em mim é: Diversidade criativa.
Meu papel no mundo é: Ser eu mesmo.
Minha maior ambição é: Ganhar bem para criar.
Como cheguei até aqui: Como autodidata curioso e sem limites (exceto financeiro).
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Facão, isqueiro, água e esperança.
A trilha sonora da minha vida: “Imagine”, John Lennon, ou “Se a obra é a soma das penas”, Itamar Assumpção.
Alguém que admiro muito: Itamar Assumpção.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Sairia doido pelo mundo até chegar à Ilha de Páscoa.

JULIO CÉSAR CARNEIRO CAVALCANTI

JULIO CÉSAR CARNEIRO CAVALCANTI

Tenho medo de: Perder pessoas que eu amo.
Não vivo sem: Rir.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Fundamental pro meu crescimento profissional.
Teatro é, para mim: Libertação.
O que mais gosto em mim é: Dedicação.
Meu papel no mundo é: Fazer o próximo rir.
Minha maior ambição é: Conseguir minha autonomia financeira.
Como cheguei até aqui: Internet.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, amor e companhia.
A trilha sonora da minha vida: Andrés Segovia.
Alguém que admiro muito: Paco De Lucia.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Dormiria hoje.

LEONARDO PIMENTEL DANIEL

LEONARDO PIMENTEL DANIEL

Tenho medo de: De violência.
Não vivo sem: Os outros.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Poder adquirir mais conhecimento, para estar mais preparado para o trabalho.
Teatro é, para mim: O local de criação de novas realidades singulares e de reflexão acerca de outras já existentes.
O que mais gosto em mim é: Perseverança.
Meu papel no mundo é: Sinceramente não sei.
Minha maior ambição é: Estar cada vez melhor no que tange as minhas escolhas.
Como cheguei até aqui: Estudando, experienciando, trabalhando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Faca, botas, cantil, material de pesca, pedaço de lona plástica, um pouco de corda.
A trilha sonora da minha vida: John Coltrane, Ornette Coleman, John Cage, etc.
Alguém que admiro muito: Meus pais.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Declararia meu amor a todos que amo e acabaria junto com ele.

MARIA GABRIELA RODRIGUES PIÑEIRO

MARIA GABRIELA RODRIGUES PIÑEIRO

Tenho medo de: Mergulhar em alto mar.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Crescimento pessoal e profissional.
Teatro é, para mim: Espaço de análise e desenvolvimento do ser.
O que mais gosto em mim é: Minha afinidade com as artes.
Meu papel no mundo é: Melhorar o mundo.
Minha maior ambição é: Transcendência.
Como cheguei até aqui: Indicação de uma amiga.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Alimento, água, acesso à internet, caixas de som.
A trilha sonora da minha vida: Várias para momentos diferentes.
Alguém que admiro muito: Zé Celso Martinez Corrêa.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Não teria mais o que fazer por aqui.

NILTON CUSTÓDIO DA LUZ FILHO

NILTON CUSTÓDIO DA LUZ FILHO

Tenho medo de: Algumas coisas.
Não vivo sem: Água.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Ainda uma experiência desconhecida.
Teatro é, para mim: Um aspecto assustador da realidade.
O que mais gosto em mim é: Minha história.
Meu papel no mundo é: Tanto igual ao mundo quanto o permite o meu papel.
Minha maior ambição é: A vontade mais sincera.
Como cheguei até aqui: Andei, andei, andei até encontrar.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Disposição pra construir um habitat.
A trilha sonora da minha vida: A trilha sonora do jogo “Castlevania: Symphony of the Night” e a do filme “As horas”.
Alguém que admiro muito: Ella Fitzgerald.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Quem?

PAOLO GUILHERME NOGUEIRA DA ROCHA

PAOLO GUILHERME NOGUEIRA DA ROCHA

Tenho medo de: Solidão.
Não vivo sem: Minha família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um sonho a ser conquistado.
Teatro é, para mim: Cultura.
O que mais gosto em mim é: Resiliência.
Meu papel no mundo é: Fazer o bem.
Minha maior ambição é: Ser reconhecido no trabalho.
Como cheguei até aqui: Com muito esforço e com o apoio da minha família em tudo o que faço.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Canivete, isqueiro, espelho.
A trilha sonora da minha vida: O Rappa.
Alguém que admiro muito: Meu pai.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Ficaria junto com minha família.

RAFAEL FRAZAO DA SILVA

RAFAEL FRAZAO DA SILVA

Tenho medo de: Fracasso.
Não vivo sem: Deus.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de crescimento.
Teatro é, para mim: Conjunto de expressões.
O que mais gosto em mim é: Otimismo.
Meu papel no mundo é: Ter ética e cidadania.
Minha maior ambição é: Crescimento profissional e experiência.
Como cheguei até aqui: Com trabalho e perseverança.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, uma barraca e muitas frutas.
A trilha sonora da minha vida: “It’s my life”, Bon Jovi.
Alguém que admiro muito: Minha namorada.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria no Hawaii curtindo a paisagem e tocando um violão.

RICARDO PACHECO CALIL

RICARDO PACHECO CALIL

Tenho medo de: Pessoas violentas.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma novidade.
Teatro é, para mim: Capacidade de comunicação.
O que mais gosto em mim é: Inteligência.
Meu papel no mundo é: Amar.
Minha maior ambição é: Mudar o mundo.
Como cheguei até aqui: Através de um amigo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Uma namorada.
A trilha sonora da minha vida: Jazz.
Alguém que admiro muito: Jorge Ben.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Estaria tranquilo.

TALITA DE OLIVEIRA ALECRIM

TALITA DE OLIVEIRA ALECRIM

Tenho medo de: Não conquistar aquilo que almejo, e desistir no meio do caminho.
Não vivo sem: Um bom livro.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização de mais uma etapa.
Teatro é, para mim: É complexo, consistente e tateável.
É a minha alma e a minha essência, é simplesmente o que sou.
O que mais gosto em mim é: Minha capacidade de raciocínio e adaptação.
Meu papel no mundo é: Me contentaria com um papel pequeno, que fizesse o público rir e pensar ao mesmo tempo.
Minha maior ambição é: Explorar toda minha capacidade, física e psicológica, a fim de aprimorar o meu conhecimento.
Como cheguei até aqui: Pesquisas e determinação.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livros, livros e livros.
Comida a gente dá um jeito! A trilha sonora da minha vida: “Frank”, Amy Winehouse.
Alguém que admiro muito: Bibi Ferreira.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Juntaria em um mesmo lugar, amigos, chocolates, filmes, músicas, e conversaríamos por horas sobre os mais diversos assuntos.

TIAGO YOKOTA FROES

TIAGO YOKOTA FROES

Tenho medo de: Não tocar mais.
Não vivo sem: Música.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Muito importante profissionalmente.
Teatro é, para mim: Cultura.
O que mais gosto em mim é: O Black Power.
Meu papel no mundo é: Criar.
Minha maior ambição é: Poder ajudar alguém sempre.
Como cheguei até aqui: Correndo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Isqueiro, semente de tabaco e rum, bastante rum.
A trilha sonora da minha vida: “Metamorfose ambulante”.
Alguém que admiro muito: Meu pai.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Faria uma música pra tocar na Augusta.

Técnicas de Palco
ALTIERY PARENTE RAMOS

ALTIERY PARENTE RAMOS

Tenho medo de: Dedo no umbigo.
Não vivo sem: Minha esposa.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma realização pessoal.
Teatro é para mim: Uma forma de vida.
O que mais gosto em mim é: Meus olhos.
Meu papel no mundo é: Educar.
Minha maior ambição é: Realizar meus sonhos.
Como cheguei até aqui: Estudando.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água e uma boa faca.
A trilha sonora da minha vida: Qualquer música.
Alguém que admiro muito: Minha esposa.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Iria para uma montanha ver lá de cima.

ANA BEATRIZ BUGAN SOBANSKI

ANA BEATRIZ BUGAN SOBANSKI

Tenho medo de: Causar dor aos outros.
Não vivo sem: Inspirações artísticas.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma grande oportunidade de adquirir conhecimentos e experiências no ramo que amo.
Teatro é para mim: Um ímã, uma fonte de inspiração inevitável.
O que mais gosto em mim é: Minha experiência de vida.
Meu papel no mundo é: Ser a melhor pessoa que posso ser.
Minha maior ambição é: Fazer o que me faz feliz.
Como cheguei até aqui: Através de uma vida materialmente abundante, mas emocionalmente intensa e exaustiva.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um pouco de linha com anzol, duas folhas de plástico grossas, de aproximadamente um metro quadrado cada, um vasilhame qualquer e um cobertor.
A trilha sonora da minha vida: “Na volta que o mundo dá”, Vania Abreu.
Alguém que admiro muito: Marcello Marra.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria feliz por ter tido a oportunidade de viver o que vivi, de conhecer quem conheci e de ter me deixado influenciar por cada uma dessas experiências e pessoas.

ANDRÉA TENORIO DE OLIVEIRA

ANDRÉA TENORIO DE OLIVEIRA

Tenho medo de: Não dar tempo.
Não vivo sem: Trabalho.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Projeto de vida, chance de melhorar meu profissional.
Teatro é para mim: Alegria, trabalho, reconhecimento, prazer de vida.
O que mais gosto em mim é: Capacidade de recuperação, de superar os desafios e obstáculos.
Meu papel no mundo é: Fazer o que é certo, pra que tudo dê certo.
Minha maior ambição é: Dirigir um musical.
Como cheguei até aqui: Vontade própria.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, fósforos, faca.
A trilha sonora da minha vida: “Big girls don’t cry”.
Alguém que admiro muito: Ayrton Senna.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Morreria.

DANIEL BRUNO ROQUE

DANIEL BRUNO ROQUE

Tenho medo de: Abelhas.
Não vivo sem: Amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um sonho de estar nos bastidores.
Teatro é para mim: Concretizar pensamentos e sentimentos.
O que mais gosto em mim é: Minha constante reinvenção.
Meu papel no mundo é: Ajudar quem eu puder.
Minha maior ambição é: Ser relevante para a humanidade.
Como cheguei até aqui: Me perdendo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um companheiro, uma lanterna e uma foice.
A trilha sonora da minha vida: “How soon is now?”, The Smiths.
Alguém que admiro muito: Leonardo da Vinci.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Faria uma festa com pessoas que eu amo.

DANIELLE LIMA LADCANE

DANIELLE LIMA LADCANE

Tenho medo de: Que o futuro seja diferente do planejado.
Não vivo sem: Ar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de desenvolver minhas competências.
Teatro é, para mim: Do grego.
(risos).
Na verdade, é a transmissão de ideologias e do saber humano pelos dons fornecidos: fala, gestos, etc.
O que mais gosto em mim é: O jeito como enfrento os problemas (sempre com um sorriso no rosto, apesar do aperto no coração).
Meu papel no mundo é: Revolucionar por meio de ideias.
Minha maior ambição é: O conhecimento infinito.
Como cheguei até aqui: Pelo anúncio publicado no Facebook.
Resta, agora, saber para onde eu vou.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Medicamentos, sinalizadores, kit de maquiagem, HQ do Calvin.
A trilha sonora da minha vida: “I feel good”, James Brown.
Alguém que admiro muito: Charles Chaplin.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: O mundo seria o Planeta Terra? Se for, eu iria à Marte.
Lá tem água, né?

DIEGO ARAUJO DE SOUZA

DIEGO ARAUJO DE SOUZA

Tenho medo de: Desistir de tudo.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realizar um sonho de ser um grande artista.
Teatro é para mim: Vida.
O que mais gosto em mim é: Determinação.
Meu papel no mundo é: Vencer.
Minha maior ambição é: Realizar meus sonhos.
Como cheguei até aqui: De ônibus.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Inteligência.
A trilha sonora da minha vida: Forró.
Alguém que admiro muito: Minha mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Faria tudo o que pudesse hoje.

JULIA FARIAS DA SILVA

JULIA FARIAS DA SILVA

Tenho medo de: Solidão e ser infeliz.
Não vivo sem: Minha família, meus amigos, livros e cultura de um modo geral.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Enriquecer meu conhecimento sobre teatro, aprender um ofício que eu conheço e admiro e imergir mais profundamente no teatro profissional.
Teatro é para mim: Entrega, antes de tudo.
Teatro é cultura, formação, desejo e movimento.
O que mais gosto em mim é: Minha determinação e empenho em relação às metas.
Também gosto dos meus olhos.
Meu papel no mundo é: Melhorar em mim o que for possível e transformar o que eu puder em algo melhor.
Minha maior ambição é: Poder de alguma forma contribuir com arte e cultura.
Como cheguei até aqui: Com muita ajuda da minha família e amigos.
O importante mesmo foi ter empenho e persistência pra superar o que foi difícil, contando com uma dose de bom humor de quem me ajudou.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Faca, lona para abrigo, isqueiro e um amigo com quem dividir as tarefas.
A trilha sonora da minha vida: “O porto”, Pitty.
Alguém que admiro muito: Anita Malfatti.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Reuniria pessoas que eu gosto, ajudaria a realizar algo que elas quisessem, gostaria de estar cercada de pessoas que eu gosto e admiro.

JULIANA AUGUSTA DOS SANTOS

JULIANA AUGUSTA DOS SANTOS

Tenho medo de: Não alcançar meus objetivos.
Não vivo sem: Família e amigos.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Oportunidade de acrescentar conhecimento na área que escolhi para trabalhar.
Teatro é para mim: Belo contato com as artes, é expressionismo e emoção.
O que mais gosto em mim é: Minha persistência naquilo que quero.
Meu papel no mundo é: Fazer a diferença, de alguma forma.
Minha maior ambição é: Trabalhar com o Tim Burton em Hollywood.
Como cheguei até aqui: Com determinação e persistência.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Isqueiro, uma faca, remédios (analgésico, antibiótico), sal.
A trilha sonora da minha vida: “Factory of faith”, Red Hot Chili Peppers.
Alguém que admiro muito: Meu pai é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Agradeceria a Deus pelo que conquistei até aqui.

PEDRO HENRIQUE BANDEIRA BUENO

PEDRO HENRIQUE BANDEIRA BUENO

Tenho medo de: Chato e censura.
Não vivo sem: Barretos, amigos, namorada, livros, café, música, crônicas, estrada.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma grande realização artística.
Teatro é para mim: Ainda não tenho um juízo como queria.
Mas tem que ter um pouco dos dois: Delírio e Nelson Rodrigues.
O que mais gosto em mim é: Memória/Olfato.
Meu papel no mundo é: Ver o óbvio.
Desconfiar.
Torná-lo mais poético.
Minha maior ambição é: Escrever um romance.
Ser reconhecido, não por picaretagem.
Como cheguei até aqui: Sem bússola.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Radinho de pilha, fotos da vovó e veneno.
A trilha sonora da minha vida: “Moments in love”.
Alguém que admiro muito: Ignacio de Loyola Brandão.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Tomaria um porre homérico.

RAFAEL RODRIGO FERNADES SALLES

RAFAEL RODRIGO FERNADES SALLES

Tenho medo de: Falta de paz e amor.
Não vivo sem: Minha família.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Oportunidade de desenvolvimento.
Teatro é para mim: Espetáculo.
O que mais gosto em mim é: O bom senso.
Meu papel no mundo é: Não atrapalhar e ajudar o máximo possível.
Minha maior ambição é: Seguir com a vida de modo simples e positivo.
Como cheguei até aqui: Ônibus, bicicleta, carro, moto.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um canivete.
A trilha sonora da minha vida: Rush.
Alguém que admiro muito: Mãe.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Continuaria com a vida.

RICARDO DOS SANTOS BARBOSA

RICARDO DOS SANTOS BARBOSA

Tenho medo de: Não alcançar meus objetivos.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Realização de um sonho.
Teatro é para mim: Minha vida.
O que mais gosto em mim é: Persistência.
Meu papel no mundo é: Passar a arte para todos os cantos.
Minha maior ambição é: Poder trabalhar apenas com teatro.
Como cheguei até aqui: Com muita confiança e amor no que eu acredito.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Barraca, isqueiro, livros e minha mulher.
A trilha sonora da minha vida: “Crazy train”, Ozzy Osbourne.
Alguém que admiro muito: Cacilda Becker.
Se o mundo acabasse amanhã, eu: Eu reuniria todos os meus amigos e faria a última e melhor festa das nossas vidas.




O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign